CRM-GO: 12990 | RQE Nº: 7552

Tratamento de Coxartrose em Goiânia: Onde fazer tratamento?

tratamento-coxartrose-goiania-tratamento

Em primeiro lugar, a artrose é uma doença frequente à medida que envelhecemos. Os especialistas estimam que afeta 3% da população antes dos 45 anos, 65% após os 65 anos e 80%, após os 80 anos.

No caso da coxartrose, que é a artrose do quadril, representa 10% dos casos.

Ou seja, a coxartrose é uma artrose do quadril, que é um desgaste da cartilagem localizada entre o fêmur e a bacia (articulação coxo-femoral).

Por se tratar de uma doença crônica, requer o acompanhamento regular de um ortopedista especialista em quadril, especialmente para aliviar as dores.

Você está com dificuldade para caminhar, subir e descer escadas em razão de uma dor na altura da nádega, da virilha, da coxa? 

Esses sintomas podem ser decorrentes de uma artrose do quadril.

Se esse for o seu caso, reunimos aqui as principais dúvidas das pessoas sobre artrose de quadril, e provavelmente, você vai encontrar a resposta que precisa!

O que é Coxartrose?

A coxartrose é a artrose da articulação do quadril, que se caracteriza por um desgaste da cartilagem articular até sua completa destruição, afetando a articulação coxo-femural, que liga o fêmur ao osso ilíaco.

Geralmente, a coxartrose apresenta uma evolução cíclica, onde uma dor moderada pode se tornar aguda, sendo acompanhada de uma inflamação da articulação.

Ela pode evoluir lentamente sem causar um transtorno maior ou tornar-se incapacitante em alguns anos, com uma grande dificuldade para caminhar.

Existem dois tipos de coxartrose:

  • Primária: quando nenhuma causa específica é identificada, também chamada de idiopática. Mais comum em idosos e mulheres;
  • Secundária: consequência de uma má formação, traumatismo, lesões ligamentares ou uma doença, podendo acometer tanto idosos como jovens.

Além disso, a coxartrose pode afetar apenas um ou ambos os quadris.

Coxartrose sintomas

A coxartrose se manifesta por dores que aparecem progressivamente:

  • O mais frequente é uma dor na altura da virilha, que irradia para a coxa;
  • Uma dor na nádega que irradia para a parte de trás da coxa;
  • Mais raramente, uma dor no joelho ou uma dor isolada na parte de trás da coxa.

A dor de artrose no quadril aumenta quando a pessoa faz um esforço, caminha, sobe e desce escada, e alivia ao repousar.

A dor não piora à noite, exceto quando a coxartrose está bem avançadas.

Uma sensação de rigidez da articulação pode ser sentida pela manhã, e quando se prolonga, uma tendência a boiter pode se instalar.

Em um estágio avançado, a dor está presente assim que a pessoa fica em pé. O caminhar fica difícil, sendo necessário o uso de uma bengala.

Com o tempo, a pessoa tem dificuldade em até pegar um objeto no chão, calçar o sapato, sair do carro e fazer simples movimentos de rotação do quadril.

Quais fatores de risco da Coxartrose?

Alguns fatores podem contribuir para o desenvolvimento da Coxartrose, entre os quais podemos destacar:

  • Idade: a artrose de quadril primária ocorre em geral após os 60 anos e sua frequência aumenta com a idade;
  • Problemas metabólicos, como obesidade e diabetes;
  • A sobrecarga ao nível das articulações, como carregar frequentemente cargas pesadas ou a prática errada de esportes;
  • Certas doenças articulares, por exemplo, poliartrite reumatoide;
  • Mulheres, principalmente após a menopausa, são mais afetadas que os homens;
  • Anomalias anatômicas da articulação
  • Histórico familiar de artrose.

A coxartrose é mais frequente quando a articulação já sofreu um traumatismo ou uma luxação após um acidente, em esportistas profissionais que usam muito o pé de apoio e em raríssimas profissões.

Quem tem Coxartrose pode correr?

Exercícios de impacto, como a corrida, sobrecarregam as articulações e podem piorar a dor. Por isso, quem tem coxartrose precisa de uma supervisão profissional e respeitar os seus próprios limites.

No entanto, essa dor é bastante variável, mas segundo o ortopedista especialista em quadril, é melhor evitar treinos com subidas e descidas e em terrenos mais macios.

Isso não quer dizer que quem artrose de quadril não possa correr, mas é importante tomar certos cuidados.

Além disso, é fundamental o fortalecimento muscular, e se possível, em vez de correr todos os dias, alternar com outras atividades de menor impacto, como ciclismo e natação.

Como é feito o diagnóstico de Coxartrose em Goiânia?

O diagnóstico de coxartrose é baseado a partir das queixas do paciente e do exame clínico feito pelo ortopedista especialista em quadril.

Ao longo do exame clínico, o médico vai avaliar:

  • Limitação da autonomia, como distância de marcha possível, possibilidade de subir e descer escadas, dificuldade para sair do carro e se vestir;
  • Os movimentos que intensificam a dor;
  • A mobilidade do quadril;
  • Desvio das pernas e posicionamento da bacia.

Geralmente, o médico solicita exames de imagem, a fim de confirmar se há uma má formação anatômica, assim como identificar sinais de artrose, por exemplo, diminuição do espaço entre os ossos do quadril.

Assim, pode precisar se sua origem é primária ou secundária, e prescrever assim o tratamento mais adequado.

Qual tratamento para Coxartrose em Goiânia?

A coxartrose é uma doença crônica, que requer um acompanhamento de perto de um médico especialista em quadril.

Vale lembrar que nenhum tratamento permite curar a coxartrose, mas é possível aliviar a dor e retardar sua evolução através de medidas como medicamentos, reeducação e exercícios adaptados a cada caso.

Um estilo de vida saudável com atividades físicas adaptadas previnem a progressão da artrose do quadril, como:

  • Evitar caminhadas em fases mais agudas;
  • Evitar ficar muito tempo em pé e carregar objetos pesados;
  • Usar uma bengala do lado oposto ao quadril afetado;
  • Fazer um repouso diário em posição alongada.

O sobrepeso também piora a evolução da coxartrose. Logo, uma perda de peso é sempre benéfica.

Já para aliviar as dores, o uso de anti-inflamatórios e analgésicos pode ser prescrito pelo ortopedista especialista em quadril, assim como infiltrações.

No entanto, dependendo da gravidade, a colocação de uma prótese de quadril torna-se necessária.

Fisioterapia para Coxartrose em Goiânia?

A fisioterapia para coxartrose tem como principal objetivo preservar a mobilidade da articulação, conservar a musculatura e evitar que uma má posição do quadril.

Geralmente, é um programa personalizado (exercícios, frequência e intensidade) guiado por um fisioterapeuta, seguindo a orientação do médico.

Como é feita a cirurgia de Coxartrose em Goiânia?

Em alguns casos, levando em conta a intensidade das dores do quadril e seu impacto na vida do paciente, o médico especialista em quadril vai avaliar a necessidade de uma cirurgia.

Pode optar pela osteotomia, que é uma cirurgia mais agressiva ou a videoartroscopia de quadril, que é uma técnica menos invasiva.

Já a prótese total do quadril consiste na substituição completa da articulação por peças artificiais, com o objetivo de preservar a mobilidade da articulação, aliviar a dor e promover uma melhor qualidade de vida ao paciente.

Então, na grande maioria dos casos de coxartrose avançada, a indicação é a prótese total do quadril.

Existem diversos modelos de próteses, e para que esse implante seja o mais adaptado ao paciente, essa escolha vai depender do estado de saúde do paciente, idade e da forma anatômica do quadril.

Pós-operatório de cirurgia de Coxartrose em Goiânia?

Uma mobilização do paciente, associada à fisioterapia, é o fator chave para a evolução favorável da recuperação.

Isso porque, mantém e melhora a função muscular e a mobilidade das articulações.

Seu objetivo é permitir ao paciente retomar suas atividades o mais rapidamente possível.

A readaptação por meio da fisioterapia deve começar logo após a cirurgia, onde o fisioterapeuta explica ao paciente o que pode e não fazer.

No caso de cirurgia de prótese de quadril, após 3 meses, o paciente pode retomar as atividades físicas.

Quais os riscos da cirurgia de Coxartrose em Goiânia?

Assim como qualquer procedimento cirúrgico, existem riscos, principalmente em pessoas idosas.

As complicações mais frequentes são:

  • Flebite e embolia pulmonar;
  • Infecção pulmonar;
  • Infecção urinária;
  • Piora de uma doença pré-existente.

No caso de complicações ortopédicas após a colocação da prótese, embora raro, pode haver uma infecção óssea ou articular ou luxação da prótese.

Se o ortopedista especialista em quadril indicar a cirurgia, ele vai explicar ao paciente os possíveis riscos, e é o momento de você tirar todas as suas dúvidas.

Onde tratar Coxartrose em Goiânia?

Seja para o tratamento convencional ou cirurgia de coxartrose em Goiânia, é essencial buscar por um ortopedista especialista em quadril, uma vez que é capaz de identificar desde a causa da artrose do quadril até prescrever o tratamento mais eficaz.

Dr. André Luiz Coelho Thomé, membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, Membro da Sociedade Brasileira de Quadril, além de Coordenador do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia, possui uma ampla experiência em tratamento e cirurgia de Coxartrose.

Seu trabalho consiste em um atendimento personalizado, cujo principal objetivo é promover a qualidade de vida de seus pacientes, avaliando cuidadosamente caso a caso.

 

Gostou do artigo? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Agendar Consulta

Seg - Sex

08:00 as 18:00 horas

Formulário de Contato

Entre em contato via formulário. 

Cirurgia de Fratura do Fêmur em Goiânia: Onde tratar?

As fraturas do fêmur são diversas, frequentes e geralmente graves. O fêmur está localizado entre o osso da bacia e o joelho, sendo o mais longo e o mais forte de todos os ossos, e não se quebra facilmente. Geralmente é necessário um grande trauma para quebrar a região central (diáfase), sendo a mais comum

Leia mais »

Cirurgia de Prótese de Quadril em Goiânia: Onde fazer?

A cirurgia de prótese de quadril tem o objetivo de substituir a articulação do quadril quando está desgastada, geralmente em razão de uma artrose, e assim, recuperar a mobilidade e qualidade de vida do paciente. A artroplastia de quadril é considerada uma das cirurgias mais realizadas ao redor do mundo, e estima-se que mais de

Leia mais »

Tratamento de Bursite Trocantérica em Goiânia: Onde tratar?

Bursite trocantérica, também chamada de bursite no quadril, é um problema frequente em ortopedia, que se traduz por uma dor na face externa da coxa, muitas vezes, irradiando para a nádega e o joelho. A bursite no quadril pode ter origem em vários fatores, sendo essencial a avaliação de um ortopedista especialista em quadril para

Leia mais »

Tratamento de Impacto Femoroacetabular em Goiânia: onde tratar?

O quadril é a articulação que faz a junção entre o tronco  e as pernas., composta pela cabeça do fêmur, que articula no encaixe da articulação do quadril, chamada de acetábulo. Logo, o impacto femoroacetabular (IFA) ocorre quando há um contato anormal e o desgaste entre a cabeça e o encaixe da articulação. Geralmente, o

Leia mais »

Tratamento de Tendinite de Quadril em Goiânia: onde fazer?

A tendinite corresponde ao surgimento de lesões, geralmente inflamatórias, na altura de um tendão, que é a estrutura que liga os músculos aos ossos. No caso de tendinite de quadril, os principais tendões afetados são o glúteo médio e mínimo, gerando dor na face lateral do quadril. Dependendo da intensidade da dor, a pessoa mal

Leia mais »
Rolar para cima